Poesia

Síntese

cara e coroa
proa e popa
polpa e caroço

nua na roupa
pausa no pulso
lua na poça

se pousa ou se voa
— cara ou coroa —
não se decide, apenas
ignora, como sempre ignorou, a
tal verdade de que não interessa
onde o pé onde a pena

tudo são faces da mesma moeda
dois versos do mesmo poema


[em Ex-me Aqui, 2012, com epígrafe de trecho do poema
Ou Isto Ou Aquilo, de Cecília Meireles.
Reomenageada aqui hoje por seu 113º aniversário]
Anúncios
Padrão

Ex-me Aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s