Minimais, Poesia

Leve

leve a ave

graves

ficam as penas

com Manoel de Barros
"A voz de um passarinho me recita."

[para Manoel de Barros, no dia de sua passagem,
pássaro que voa agora dentro da asa de um anjo]
Anúncios
Padrão

Ex-me Aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s